Indicadores de Lucratividade e KPIs: O que é, Exemplos e Importância

91
indicadores de lucratividade kpis

Quer aprender como utilizar os indicadores de lucratividade para montar o seu negócio?

Essa é uma ótima decisão, ainda mais em tempos de incertezas econômicas com os que vivemos hoje em dia.

Muitos empreendedores aplicam recursos em uma empresa sem ao menos compreender o conceito de lucratividade.

E esse tipo de desconhecimento custa caro e não é fácil de encontrar no mercado.

De acordo com uma pesquisa de 2016 do Sebrae, apenas 23,4% das empresas sobrevivem dois anos após sua abertura.

Diante desse obstáculo, a busca por conhecimento é o passo mais importante nessa jornada.

Sem saber para onde ir, você pode acabar se perdendo no caminho.

Por isso, antes de investir e tirar o negócio do papel, é importante pesquisar ainda mais sobre os indicadores de lucratividade.

Confira outros artigos relacionados abaixo:

Como conseguir seguidores no Instagram

Como ganhar dinheiro na internet

O que é Inbound Marketing

Como fazer um sorteio no Instagram

Como ganhar curtidas no Instagram

Neste artigo, reunimos todas as informações que você precisa para entender em detalhes como interpretar os indicadores de lucratividade, o que são KPIs e como utilizar métricas e índices para projetar o potencial de retorno e de lucro das empresas.

O Que é um Indicador de Desempenho? e um KPI?

Um indicador de desempenho é a medida utilizada para verificar o estado de uma operação, processo ou sistema.

Um KPI significa Key Performance Indicator ou Indicador-chave de Desempenho em português, que representa os indicadores mais importantes para uma empresa ou negócio.

Esses indicadores devem ser elaborados de acordo com os objetivos da empresa, construindo um sistema de medição de desempenho próprio.

Assim, os gestores de empresas utilizam KPIs como termômetros da empresa, monitorando os indicadores que julgar necessário para acompanhar a evolução do negócio.

Para uma empresa do varejo, por exemplo, o número de vendas de um produto é um indicador de desempenho essencial.

Já no caso de uma fábrica, o custo de produção unitária é um dos KPIs mais relevantes.

Cada segmento, processo ou equipe exige KPIs específicos, e cabe ao gestor responsável definir os indicadores-chave.

Quer receber nossas dicas de marketing digital mais valiosas e secretas?

Principais Indicadores de Desempenho de Processos (KPIs)

Os KPIs podem ser agrupados em inúmeras categorias e subcategorias, mas se dividem em algumas áreas principais:

Indicadores de eficácia: relação entre os resultados alcançados e planejados

Indicadores de eficiência: relação entre os resultados e recursos aplicados

Indicadores de capacidade: tempo de produção versus total produzido

Indicadores de competitividade: posição de sua empresa em relação à concorrência

Indicadores de qualidade: resultado final e satisfação do cliente em relação ao seus produtos.

Dentro de cada categoria, há vários outros indicadores que variam conforme o segmento e objetivos de sua empresa.

Boas Práticas dos KPIs

Para definir indicadores precisos e medir o que realmente interessa, é preciso seguir as boas práticas dos KPIs:

  • Limitar o número de indicadores, preferindo qualidade à quantidade
  • Garantir uma coleta de dados precisa e confiável para os cálculos
  • Identificar gaps e implementar ações corretivas
  • Criar indicadores rastreáveis para chegar às causas da situação
  • Alinhar indicadores entre todos os colaboradores da empresa
  • Priorizar os indicadores simples, objetivos e eficientes.

Se você pensou imediatamente em medir lucros e resultados, esse é o caminho para os indicadores financeiros que vamos abordar.

Lucratividade vs Rentabilidade

lucratividade vs rentabilidadeA lucratividade é o principal indicador que revela os ganhos da empresa sobre o trabalho desenvolvido.

a rentabilidade representa o potencial do negócio em relação ao investimento realizado.

Ambos são indicadores financeiros essenciais na gestão estratégica de KPIs, pois permitem uma avaliação da situação econômico-financeira geral da empresa.

Nem sempre um negócio lucrativo é rentável, pois são indicadores distintos.

Índices de Lucratividade

Os indicadores de lucratividade são instrumentos valiosos para análise do desempenho empresarial em relação ao potencial de geração de lucros.

O lucro é o principal estímulo do empresário e determina qual o retorno proporcionado pelo empreendimento, por isso o KPI de lucratividade é decisivo para atrair investimentos e demonstrar o valor do negócio.

Alguns dos indicadores de lucratividade mais utilizados na gestão financeira são:

  • Margem de lucro bruta
  • Margem de lucro líquida
  • Margem de lucro operacional
  • Margem de EBITDA.

Mas, antes de aplicar esses indicadores, é preciso aprofundar os conceitos sobre lucratividade e rentabilidade.

Diferença Entre Lucratividade e Rentabilidade

Muitas vezes, os termos rentabilidade e lucratividade são usados como sinônimos ou de forma indiscriminada, mas há diferenças essenciais entre as duas palavras.

A lucratividade compara o resultado com o faturamento, ou seja, o lucro líquido em relação à receita líquida da empresa.

A rentabilidade compara o resultado com o investimento, dividindo o valor do lucro líquido pelo investimento realizado.

É por isso que você deve acompanhar as métricas de lucratividade e rentabilidade com a mesma atenção.

Principalmente porque os negócios devem gerar lucro e retorno sobre os investimentos.

Ponto de Equilíbrio de uma Empresa

Depois de alinhar os indicadores de lucratividade e rentabilidade, é preciso verificar o chamado ponto de equilíbrio da empresa.

O nome é sugestivo, pois diz respeito à segurança do negócio.

O ponto de equilíbrio indica o ponto exato em que a empresa passa a gerar lucros, equilibrando sua receita e custos.

Por meio do cálculo de ponto de equilíbrio, você pode determinar com precisão o volume mínimo de faturamento necessário para não gerar prejuízos.

Vale lembrar que esse indicador é crítico para a sobrevivência das empresas, pois é preciso estar acima do ponto de equilíbrio para começar a ter resultados.

A zona abaixo do ponto de equilíbrio indica o prejuízo e uma possível falência.

Em um país que fecha mais empresas do que abre desde 2016, segundo dados do IBGE publicados no G1, o cálculo do ponto de equilíbrio é fundamental para aumentar as chances de superar a crise.

Para isso, há três tipos diferentes de indicadores:

Indicadores de Lucratividade – Ponto de equilíbrio contábil

É um indicador que determina o mínimo que deve ser vendido em certo período para que as operações continuem gerando lucro.

Sua fórmula básica é a relação entre custo fixo e margem de contribuição, que revela o faturamento necessário para cobrir todos os custos da empresa.

A margem de contribuição, por sua vez, é a diferença entre o preço de venda unitário do produto e custos e despesas variáveis por unidade – a contribuição marginal total do produto para a empresa.

Indicadores de Lucratividade – Ponto de equilíbrio econômico

O ponto de equilíbrio econômico é determinado a partir de um lucro desejado, fixado pelo gestor responsável ou diretoria da empresa.

Nesse caso, basta adicionar o valor extra de lucro pretendido ao custo fixo e realizar o cálculo normalmente.

Indicadores de Lucratividade – Ponto de equilíbrio financeiro

Para calcular o ponto de equilíbrio financeiro, é preciso adicionar as variações patrimoniais aos custos fixos da empresa.

Um exemplo clássico é a depreciação, que se refere ao custo da perda de valor de ativos.

Quando houver esse tipo de variável, é preciso subtraí-la do custo fixo na aplicação da fórmula de ponto de equilíbrio.

Calculo da Lucratividade de uma Empresa

O modo mais simples de calcular a lucratividade de uma empresa é por meio da seguinte fórmula de lucratividade:

Lucratividade = lucro líquido / receita total x 100.

Indicadores de Lucratividade e os Overheads de uma Empresa

O overhead é basicamente o quociente das despesas administrativas e custo das mercadorias vendidas.

Geralmente, esse indicador é utilizado para agrupar despesas necessárias ao funcionamento da empresa, mas que não podem ser diretamente associadas aos produtos ou serviços oferecidos.

Exemplos de overhead:

  • Comissões de contabilidade e publicidade
  • Seguros
  • Juros
  • Honorários de advogados
  • Aluguel de espaço
  • Reparos e manutenção
  • Suprimentos
  • Impostos

Importância dos Indicadores de Lucratividade

É muito importante avaliar os indicadores de lucratividade, pois eles compõem a demonstração financeira da empresa junto aos índices de liquidez, endividamento e estrutura de capital.

Isso porque a qualidade das informações obtidas reflete na tomada de decisões, e os indicadores financeiros oferecem um panorama confiável, objetivo e consistente da situação do negócio.

Por meio dos índices de lucratividade, os gestores são capazes de construir estratégias, sanar dívidas, garantir a permanência da empresa no mercado e projetar o crescimento da organização.

Além disso, os números exatos dos índices de lucratividade permitem a comparação com empresas concorrentes. 

Isso torna possível a criação da vantagem competitiva necessária ao sucesso de seu negócio.

Exemplos de Indicadores de Lucratividade nas Empresas

exemplos de indicadores de lucratividade kpisChegou a hora de conhecer os indicadores de lucratividade mais utilizados nas empresas e sua aplicação na gestão estratégica.

Confira os principais KPIs dos especialistas em finanças:

Indicadores de Lucratividade – Margem bruta

A margem bruta revela a eficiência da empresa na administração de custos, em busca de aumentar as vendas.

O cálculo da margem bruta deve ser feito segundo a fórmula:

Margem bruta = lucro bruto / receita líquida.

Indicadores de Lucratividade – Margem de EBITDA

A margem EBITDA é cada vez mais utilizada para medir o caixa operacional.

EBITDA significa Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization.

A fórmula para calcular a margem da EBITDA é a seguinte:

Margem EBITDA= Receita antes de juros, impostos, depreciação e amortização / receita líquida.

Indicadores de Lucratividade – Margem operacional

A margem operacional é muito útil para medir a lucratividade da empresa em relação aos aspectos operacionais.

Formula da margem fórmula:

Margem operacional = EBIT / receita líquida.

Indicadores de Lucratividade – Margem líquida

A margem líquida mede o ganho ou perda da empresa em um período específico por meio da fórmula:

Margem líquida = lucro líquido / receita líquida.

Conclusão – Indicadores de Lucratividade

Como vimos, os indicadores de lucratividade são apenas uma parte pequena do conhecimento que você precisa para navegar nos mares agitados do empreendedorismo.

Mas esses obstáculos não podem minar a sua confiança.

Gostou das dicas sobre os indicadores de lucratividade? Leia artigos relacionados:

Como ganhar seguidores no Twitter

Como ganhar dinheiro no PayPal

Quer receber nossas dicas de marketing digital mais valiosas e secretas?