O que é AIDA? Definição, Conceitos, Como Usar e Exemplos Práticos

1142
aida

Há uma velha e antiga, mas ótima técnica de copywriting, que todos que criam conteúdo para seus negócios DEVEM saber: o Modelo AIDA de copywriting.

O que é o AIDA? Conceito do Modelo AIDA

o que e aida - conceitoAIDA É uma fórmula simples projetada para atrair a atenção das pessoas e mante-las atraídas pelo seu conteúdo até o ponto de tomarem uma ação determinada induzida pelo seu conteúdo. É uma estratégia do começo ao fim de como escrever um ótimo conteúdo que converte.

Para minha surpresa, o termo AIDA não parece ser tão discutido quanto você esperaria no campo da estratégia e produção de conteúdo.

Podemos aprender muito com a arte de copywriting de cartas de vendas, especialmente como envolver, persuadir e converter nossos leitores.

Neste artigo, nós vamos discutir mais detalhes sobre a AIDA. o que ela é, significado e como usá-la em sua estratégia de conteúdo para conseguir vender e converter mais leitores.

Origem do Modelo AIDA

O termo AIDA e a abordagem geral são comumente atribuídos à propaganda americana e ao pioneiro das vendas, E. St. Elmo Lewis. Em uma de suas publicações sobre publicidade, Lewis postulou pelo menos três princípios aos quais um anúncio deveria obedecer:

“A missão de um anúncio é atrair um leitor, para que ele olhe para o anúncio e comece a lê-lo; Depois, fazer com que o leitor interesse-se pelo anúncio e continue a lendo-o. Após isso, o anúncio convencerá o leitor, para que o leitor acredite no anúncio. Se um anúncio contém essas 3 qualidades, este anúncio será um sucesso”.

O que Significa o Termo AIDA?

Vamos começar dividindo o termo AIDA em suas partes fundamentais:

  • A = Attention que significa Atenção
  • I = Interest que significa Interesse
  • D = Desire que significa Desejo
  • A = Action que significa Action

Método AIDA Resumo

Se você segue a AIDA em algum de seus conteúdos, você guia os consumidores ao longo de um funil de experiência.

Você começa chamando a atenção de sua audiência e os deixa engajados em seu conteúdo, curiosos ou animados o suficiente para continuar lendo ou assistindo.

Então você constrói e aumenta o interesse da audiência no que você tem a oferecer, ao ponto deles começarem a relacionar esse potencial produto, serviço ou informação com suas próprias vidas.

Neste ponto, você começa a mexer com o desejo de sua audiência. O objetivo é levá-los a querer comprar um produto, ter uma experiência ou dar um grande passo em suas vidas.

Finalmente, você os leva até o ponto de inflexão para que eles realmente tomem a ação específica que você quer que eles tomam.

A visão geral acima provavelmente deve lhe parecer bastante familiar. Na verdade, é a experiência que a maioria de nós espera criar quando nos sentamos para criar conteúdo de fins comerciais.

A Técnica AIDA de marketing e copywriting oferece um quadro coerente para escritores seguirem e aumenta suas chances de obter os melhores resultados possíveis.

Como Usar o Método AIDA de Marketing e Copywriting

Se você estiver interessado em experimentar a AIDA, o guia a seguir vai ser muito útil para lhe ajudar.

O que tentei fazer aqui é simples: lhe apresentar cada parte do conceito de AIDA, explorar como eles podem ser aplicados a diferentes partes de seu conteúdo e demonstrar exemplos práticos de AIDA para garantir que você possa implementar essas dicas.

Muitos marketeiros estão finalmente adotando a ideia de um framework de criação de conteúdo que o ajude a decidir o que e como escrever. O método AIDA é provavelmente um dos mais comuns e  eficientes que existem atualmente.

Ao encontrar o passo a passo para seguir quando for criar seu conteúdo, você aumentará a eficácia de seu conteúdo. Ao mesmo tempo que tornará este processo de criação mais fácil e simples.

Quer receber nossas dicas de marketing digital mais valiosas e secretas?

A = Attention – Atenção da A.I.D.A

aida atencaoO primeiro desafio para qualquer conteúdo é capturar a atenção da audiência.

Para conseguir a atenção de uma audiência, primeiro você precisa introduzir um conceito que seja profundamente relevante e oportuno para o público que você está tentando alcançar.

Aqui estão algumas perguntas que você pode começar a se fazer quando estiver nos estágios de planejamento de conteúdo e quiser criar uma boa introdução que chame muita a atenção do público:

  • Quem vai consumir este conteúdo? Se você tivesse que criar e descrever uma persona (consumidor ideal), como ela seria? Gênero, localização, status familiar, emprego, renda, interesses, etc.
  • Qual é o problema mais urgente relacionado ao tópico sobre o qual estou escrevendo? O que os mantém acordados à noite ou quais problemas específicos o deixa preocupado(a)?
  • Que tipo de solução este conteúdo vai oferecer para sanar esses problemas? É a introdução de uma ideia que poderia mudar a maneira como eles pensam sobre suas vidas? Como, especificamente, suas soluções vão resolver os problemas dele(a)?
  • Como meu público fala sobre seus problemas? Quais são as palavras ou conceitos “mágicos” que imediatamente criariam empatia com essa persona?

Nesse último ponto, deixe-me dar um exemplo de AIDA. Se você está vendendo um skate para “skatistas” e quer chamar a atenção deles, é importante que você entenda os jargoes e girias internas deles.

Se o seu público identificar-se como “skatistas”, usar esse termo em seu título ou headline poderia capturar a atenção deles IMEDIATAMENTE.

Da mesma forma, se você está falando com homens que sentem que suas esposas estão perdendo o interesse, que termos você acha que funcionariam para chamar a atenção deles?

Talvez você queira usar uma headline do tipo: “reacenda o desejo dela por você” ou talvez isso não seja nada do que essa persona pense.

Talvez um headline do tipo: “faça a sua esposa relembrar o quanto você é interessante com essas 3 palavras” esteja mais de acordo com a mentalidade dessa persona.

O importante é que você dedique-se a encontrar um linguagem específica que chame a atenção de sua persona. Você consegue fazer isso quando consegue alcançar um profundo entendimento de seu público.

Seu título e seu parágrafo principal são as duas áreas mais importantes para captar a atenção do cliente em potencial. Sempre revise essas áreas para descobrir por que as pessoas não estão consumindo seu conteúdo como gostaria.

I = Interest – Interesse da A.I.D.A

aida interesseUma vez que você conectou seu leitor ao conteúdo, é hora de realmente provar para ele como que você realmente entende bem o problema dele(a).

Isso está ligado à ideia de ter uma persona extremamente bem definida para quem você vai vender seu produto e está focando o conteúdo.

Especificamente, se você considerar uma situação como um problema de saúde por exemplo, o interesse de sua persona será inflado a partir do momento que você, realmente, mostrar que entende e se importa com o problema e que tem soluções práticas para ele.

Um exemplo comum em do marketing digital são “problemas de saúde embaraçosos”.

É verdade que muitas pessoas procuram na internet a solução para problemas que eles não se sentem avontade de discutir com um médico. Justamente porque elas tem vegonha de expor isso para alguém.

Se você conseguir mostrar que compreende os desafios de viver com um problemas de saúde específico e, especificamente, como esse problema os faz se sentir, você vai começar a envolvê-los em seu conteúdo de uma forma muito mais forte.

Depois disso, é hora de contruir seus argumentos e histórias.

Por exemplo, você pode ter feito pesquisas sobre as especificidades desse problema de saúde e saber de estudos médicos respeitáveis que sugerem tratamentos pouco conhecidos ou curas bem-sucedidas para o probema.

Você pode ainda, para aumentar ainda mais o seu rapport com o leitor, dividir uma experiencia pessoal que teve por conta do problema, e depois como conseguiu superar as dificuldades.

A chave aqui é usar muita informação relevante, técnicas de persuasão e provas para prender a atenção do leitor depois de capturá-la.

Aprofundando essa conexão que você tem com tal perspectiva da persona. E a partir daí elaborar um conteúdo que a informa, educa e entretém o leitor em torno de um dos problemas mais prementes de suas vida. Você terá criado um caminho perfeito para desencadear uma reação emocional em seu leitor. Aumentando assim, suas chances de conseguir que sua persona tome uma ação específica que você introduzirá mais adiante em seu conteúdo.

D = Desire – Desejo da A.I.D.A

aida desejoMuitos marketeiros tem grande dificuldade de diferenciar Interesse de Desejo na técnica de marketing AIDA.

Pense na ideia de mudar de emprego, no caso você caso seja um empregado. Talvez você ouviu sobre uma carreira ou trabalho alternativo e comece a se perguntar sobre isso essa possível mudança.

Você lê alguns artigos online, faz pesquisas sobre posições abertas e até conversa com algumas pessoas experientes nessa nova área de interesse.

À medida que você coleta mais informações, começa a perceber que essa nova área profissional é perfeita para você. O pagamento é ótimo, as horas de trabalho são boas e o trabalho é interessante.

Em algum momento, há uma mudança em sua mente e você começa a se imaginar nesse novo trabalho.

Você deixa de pensar que uma mudança de carreira seja interessante para querer mudar de careira.

O conceito de desejo no AIDA é sobre esse momento de mudança, da curiosidade intelectual para a decisão “Eu quero isso para mim”.

Vamos dar uma olhada mais orientada para os negócios. Imagine que você é um profissional de marketing B2B que vende uma solução ou serviço de mídia social. E Seu público-alvo são gerentes de mídias sociais de grandes empresas.

A partir de sua pesquisa de mercado, você descobre que quantificar o impacto dos programas de mídia social B2B e mostrar como esses impactos vendas é uma grande preocupação para esses gerentes de midias sociais de grandes empresas.

Existem ferramentas no mercado, mas nada perfeito para fazer resolver esse problema aterrorizante para esses gerentes. Com seu novo produto, você pode resolver esse problema com apenas alguns cliques.

Começando do começo, temos que capturar o interesse desses genretes (público-alvo) criando uma headline que fale diretamente e claramente com esses gerentes.

Algo como “Finalmente, um produto para gerentes de mídia social que quantifica o valor de cada interação social” é um bom ponto de partida.

Imagine o seguinte cenário: Uma gerente de marketing (mídias sociais) é chamada para uma reunião de departamento para apresentar os progressodo trimestre.

Ela usa as métricas padrão em sua apresentação: aumento dos seguidores do Instagram, aumentos nas interações, menções à marca e geração de leads.

O Cheve dela á pergunta: “Então, quanto essa campanha trimestral no Instagram gerou em vendas para nós?”

A gerente então começa a tentar reponder a pergunta. “Sabemos que 40 mil pessoas compartilharam nosso produto sobre os produtos. Ganhamos quase 300 mil seguidores esse trimestre. Nosso departamento de vendas confirma que conseguiram 5.000 leads no trimestre, e se levarmos em conta nossa média de converssão… ”

O chefe então a enterrompe e diz: “Beleza… Mas eu quero saber o número exato de vendas, não uma estimativa com base na taxa de converssão do time de vendas…”

Este cenário acima é o pior pesadelo para qualquer gerente de mídias sociais!

Porém com o seu novo produto, esses gerentes poderão descobrir quais os números exatos de suas campanhas. Se você conseguir comunicar isso efetivamente, esses gerentes terão altos indices de interesse pelo seu produto.

Estudos de caso, lista de benefícios, testemunhos de clientes, etc são bem eficientes para provar sua headline.

Finalmente, ao aproveitar de um emoção que todo gerente de mídias sociais já tenha sentido ou morre de medo de sentir. Como a situação apresentada acima. Você fará com que seu público-alvo comece a sentir o desejo de ter acesso ao seu produto.

A = Action – Ação da A.I.D.A

aida acaoDepois de despertar o desejo de sua persona o suficiente para fazer com que ela pense em agir, é hora de fechar o negócio. Isso é feito através do uso de uma poderosa CTA (chamada para ação).

Chamadas para ação no AIDA são declarações simples que permitem que os leitores saibam exatamente qual o próximo passo que você deseja que eles tomem em seguida. Coisas do tipo: comprar um produto, inscrever-se em  sua lista de emails, assistir a um vídeo ou compartilhar seus tweets, por exemplo.

Tudo o que você escreve deve ter uma CTA (Chamada para ação). Afinal, você  vai criar conteúdo por algum motivo específico. Então avise ao leitor qual é esse motivo!

Pense também sobre os aspectos de design de suas CTA’s: o layout, a estrutura dos botões estão claros o suficiente para sua audiencia tomar ação?

Se não estiver esplicitamente claro qual ação o leitor deve tomar, na grande maioria das vezes, ele(a) não vai tomar ação.

Uma nota final sobre o estímulo à ação do AIDA: existe toda uma outra área específica do copywriting voltada para garantias, PSs (Post Scriptum) e conclusões poderosas.

A ideia aqui é simples. Antecipe e elimine as objeções que impediriam as pessoas de tomar a ação o que você quer que elas tomem.

Inscrever-se para sua lista de email causa preocupações com a privacidade? Fácil! Crie uma política de privacidade clara e objetiva. O leitor esta com medo de investir o dinheiro dele(a)? Ofereça uma garantia de dinheiro de volta.

Quanto mais você pensar em por que as pessoas não tomariam ação e oferecer soluções claras para essas preocupações e objeções, melhor posicionado você estará para aproveitar ao máximo o potencial de conversão e seu conteúdo usando o modelo AIDA.

Conclusão – Marketing AIDA

aida marketingUma ótima estratégia de conteúdo usando o modelo de marketing AIDA é uma das iniciativas mais eficazes que sua empresa pode fazer para ajudá-la a crescer.

Se você está pronto para experimentar uma nova estratégia para seu conteúdo ser lido com mais frequência, manter os leitores interessados e que leve-os a tomar ação – experimente a AIDA.

Conte-me nos comentários se você já usa a técnica de AIDA em sua produção de conteúdo ou e vai dar uma chance para ela nos seus próximos conteúdos!

Quer receber nossas dicas de marketing digital mais valiosas e secretas?

  • Considere ler os nossos seguintes artigos: