Newsletter: O que é, Como Funciona, Como Criar e Exemplos

602
newsletter - O que é

O Newsletter ou boletim informativo, é um dos tipos de emails usados ​​em campanhas de marketing por email. 

Como o nome sugere, muitas vezes contém notícias e atualizações.

O Newsletter tem como objetivo manter o interesse do público nos negócios e, ao mesmo tempo, pressioná-los a realizar as ações necessárias.

O papel dos emails das Newsletters na estratégia de marketing é significativo.

Sim, a Newsletter não é muito fácil de configurar, e realmente vale a pena usar esta ferramenta quando configurada de forma correta. 

As grandes marcas e pequenas lojas familiares usam amplamente as newsletters para aumentar seu lucro, então vamos descobrir o que os newsletters trazem para os seus negócios.

Por que as Newsletters são importantes para os negócios?

Cobertura 

Mais de 3,8 bilhões de pessoas usam e-mails. São 34% da humanidade inteira. Todos os dias eles enviam e recebem 281 bilhões de emails em média.

E emails comerciais são a maioria, 109 bilhões. Se usado para esse propósito, as newsletters conseguem atingir enormes públicos em um curto período de tempo.

Eficácia

As newsletters causam um grande impacto no sucesso do e-mail marketing.

Elas provaram ser os emails mais usados ​​para interagir com os clientes.

As campanhas de marketing usando o email rendem perto de 4000% do ROI no longo prazo (retorno do investimento). Apenas o SEO apresenta números maiores.

Personalização

As Newsletter atendem às necessidades e expectativas de diferentes pessoas e grupos sociais.

A natureza do público é geralmente levada em conta. Vale a pena ajustar seus emails a determinados grupos com base nos produtos que eles provavelmente pesquisarão.

Crédito 

Se uma empresa fabrica e vende roupas, por exemplo, pode compartilhar tendências futuras usando uma Newsletter ou mostrar os bastidores de um processo de fabricação para possíveis compradores ou atuais usuários da marca de roupa. 

É uma oportunidade boa para destacar o nível de especialização do promotor em um determinado campo e obter mais credibilidade.

Relação 

O ponto principal é que as newsletters adequadas trazem a comunicação entre as empresas e seus clientes para um nível completamente diferente.

Agora é possível descobrir as expectativas dos clientes, enquanto o público, em troca, pode ver claramente o que a empresa espera deles.

Essa atitude transparente recompensa ambos os lados com benefícios mútuos e resulta em um relacionamento mais autêntico entre empresa e cliente.

Agora, que você sabe o que é uma newsletter, para que ele serve e sabe alguns benefícios dela; Vamos aprender como fazer uma para você utilizar essa ótima ferramenta de marketing digital e fazer  seu negócio crescer mais.

Quer um Ebook GRATUITO com as 152 melhores estratégias de Marketing Digital de 2020?

Como fazer uma newsletter?

Etapa 1: descubra o objetivo da sua newsletter.

Antes de começar a redigir uma única palavra, verifique se você está totalmente ciente do objetivo da sua newsletter e como ela se encaixa na estratégia do seu principal objetivo.

Sua newsletter tem por objetivo gerar leads? Obter mais contatos via email? Enviar mais pessoas para o seu site?

Descubra o seu objetivo e deixe que o resto de suas decisões flua a partir dele.

Tenha em mente que seu objetivo deve ser algo além de “quantas pessoas abriram meus emails”

Isso deve estar mais intimamente ligado às suas metas gerais dos seus negócios.

A taxa de abertura do seu e-mail pode dar uma indicação do desempenho da newsletter, mas não deve ser o único número com o qual você se importa em cada mês. 

Etapa 2: reúna seu conteúdo.

Depois de ter um objetivo claro para a sua newsletter, você reunirá conteúdo para colocar nela.

Dependendo de quão cedo você definiu o objetivo da sua newsletter e com que frequência você planeja enviar esta newsletter, você poderá encontrar ativamente ou passivamente o conteúdo no tempo entre o envio dos emails.

Modo de conteúdo ativo na newsletter: este mode é o qual você está em busca de conteúdo para cumprir um objetivo específico nos emails.

Modo de conteúdo passivo na newsletter: neste modo você encontra aleatoriamente conteúdo para sua newsletter, mas tenha em mente que o conteúdo deve se encaixar com os interesses de seu público (Diretamente ou indiretamente).

É normal que reunamos conteúdos para nossa newsletter ativamente, mas muito tempo e cansaço podem ser poupados se usarmos a busca passiva por conteúdo.

Os links de bookmarking ao longo do mês podem ser uma grande economia de tempo.

No entanto,  se você gosta de reunir conteúdo, ótimos lugares para procurar eles são o blog da sua empresa, as contas de mídia social, o conteúdo de geração de leads, os newsletter internos e os documentos de treinamento.

Etapa 3: crie seu modelo de newsletter

Certifique-se de que você tenha uma ideia de como sua newsletter ficará antes de escrever o rascunho

Dessa forma, você saberá exatamente quanto espaço você tem para colocar uma parte do conteúdo – há poucas coisas mais frustrantes do que tentar copiar o rascunho em um espaço muito pequeno.

Seu modelo não precisa ser chamativo nem nada – Newsletters com formatação mínima de texto e cor costumam ser o suficiente.

O design só precisa facilitar que os destinatários leiam, digitalizem e cliquem em elementos do email de newsletter.

Isso significa que também deve ser compatível com dispositivos móveis.

De acordo com dados da Litmus, a maioria das pessoas (46%) abriu sua caixa de emails em somente em um dispositivo móvel em 2018.

Número bem maior que pessoas que abriram sua caixa de emails somente em desktop (~30%).

Se você deseja obter inspiração para um excelente design de um newsletter, recomendo olhar modelos pré-fabricados (os Templates de Newletters).

Se você não estiver familiarizado com o design de emails  isso pode te poupar muito no caminho. 

Etapa 4: defina o tamanho da sua newsletter.

Infelizmente, newsletters não se auto ajustam quando você os envia para assinantes.

Mas como todos abrem seus emails em seus dispositivos e serviços de email preferidos, como você pode saber qual tamanho ou resolução eles devem ter?

A maioria dos provedores padroniza o tamanho do newsletter para 600 pixels de largura , com o corpo do e-mail preenchendo outros 30 px de largura em todos os lados.

E quando isso acontece, o conteúdo da sua newsletter pode não sobreviver a este ajuste. 

Portanto, é importante garantir que o design das suas newsletters se encaixem dentro dessa largura universal de 600px.

E quanto a altura? Por fim, o seu e-mail pode ser tão alto quanto você deseja, sem que o e-mail do cliente estrague o design.

No entanto, é muito menos provável que as pessoas cliquem no seu site se o email continuar descendo indefinidamente.

Como regra geral, tente não fazer com que seus destinatários de email percorram mais de dois segundos antes de chegar ao fim.

Passo 5: Adicione o conteúdo do no corpo da newsletter.

Em seguida: preencha o modelo com palavras e imagens. Isso será o suco de suas newletters, por isso gaste tempo aperfeiçoando o conteúdo.

A maioria das pessoas mantém o texto curto e doce para encorajar os cliques, embora algumas newsletters notáveis ​​adotem a abordagem oposta. 

Certifique-se de adicionar algumas imagens que podem ajudar o seu texto

Não se esqueça de garantir que seu email está corretíssimo- talvez até enviá-lo para um de seus colegas de equipe uma vez para checar.

Lembre-se, uma vez que você envia a coisa, você não pode corrigir esses erros embaraçosos do mesmo jeito que você pode com o conteúdo nas mídias sociais.

Etapa 6: adicione tokens de personalização e conteúdo inteligente em seus emails de newsletter

As melhores newsletters parecem ter sido escritas pessoalmente para alguém em particular como um amigo seu.

Se você quiser que suas newsletters sejam tão pessoais, você deve fazer três coisas:

1.Segmente seus e-ails e escolha o conteúdo que esse grupo específico de pessoas vai adorar

2.Adicione tokens de personalização. Se o seu software de marketing oferecer suporte à personalização, isso é algo realmente fácil de usar e que pode ter grandes resultados para suas taxas de conversão. 

Dito isto, adicione apenas alguns tokens de personalização – você não quer assustar seus destinatários com tanta personalização.

Eles podem pensar algo do tipo: “como que eles sabem tudo isso sobre mim?” e acharem que você esta os espionando.

3.Adicione também conteúdo inteligente. Este é o conteúdo que mostra algo para parte do seu público e algo diferente para outra parte.

Um exemplo seria um CTA inteligente – seus leads receberiam um CTA para falar com seus representantes de vendas e seus clientes veriam um CTA sobre a obtenção de ingressos para eventos apenas para quem já é cliente. 

Nenhum público gostaria de ver o CTA do outro público.

Por isso, o conteúdo inteligente mostrará apenas o CTA certo para a pessoa certa.

Etapa 7: escolha o assunto da newsletter (Subject line) e o nome do remetente.

Seu público pode gostar de coisas diferentes, mas testes mostram que ter um nome do remetente, de uma pessoa real, aumenta o número de cliques e de aberturas dos e-mails.

Tente executar um teste A/B para ver se ele funciona para você também. 

Seja qual você escolher, certifique-se de que seja algo reconhecível para que os destinatários não fiquem confusos sobre o motivo pelo qual estão recebendo seu email.

Linhas de assunto são um pouco mais complicadas. Muitas coisas podem ajudar você a montar uma subject line digna de cliques, incluindo brevidade e uma proposta de valor imediatamente acionável.

Dito isto, alguns bons emails de marketing foram enviados com o assunto “Olá” ou “Oi”.

Use as práticas recomendadas de subject lines como um ponto de partida e, em seguida, execute seus próprios testes A/B para ver o que seu público-alvo gosta e clica mais.

Passo 8: de suporte ao conteúdo da sua newsletter com texto alternativo e texto simples.

Neste ponto, você terá o e-mail praticamente pronto. Enquanto passamos pelas etapas acima, acho que você esqueceu de duas coisas absolutamente cruciais: o texto alternativo e texto simples

Texto alternativo: é o texto que aparece quando uma imagem não está carregada. 

Como nem todos os provedores de e-mail abrem as imagens corretamente, você precisa ter certeza de que o texto alternativo está lá, para que os destinatários saibam sobre o que é aquela imagem (caso ela não abra no navegador deles).

Se você incluir um CTA que seja uma imagem, suas taxas de conversão definitivamente sofrerão sem um texto alternativo claro.

Alguns gerenciadores de e-mail também não exibem HTML adequadamente, e é por isso que você precisa garantir que seus emails tenham uma ótima aparência em texto simples

Certifique-se de que os links são fáceis de clicar e deixe claro que é o gerenciador do email que não está disponibilizando as imagens de sua newsletter.

Etapa 9: verifique se você é legalmente compatível.

Antes de clicar em “Enviar”, certifique-se de que seus emails de newsletter não são ilegais.

As duas maiores leis que você precisa se preocupar são CAN-SPAM e GDPR (embora no Brasil isso não seja levado muito a sério).

O CAN-SPAM exige que você tenha um rodapé em seu e-mail com seu endereço e uma maneira fácil de cancelar a inscrição de seus e-mails, se eles não quiserem- os clientes-  mais recebê-los.

O GDPR é uma lei de privacidade semelhante, porém mais abrangente, aprovada na Europa em 2018, exigindo (entre outras coisas) que os profissionais de marketing por email enviem apenas newsletters para as pessoas que optaram manualmente por recebê-las. 

Em outras palavras, onde quer que você colete assinantes de sua newsletter no seu website, não é possível verificar automaticamente a caixa “opt-in” se esses destinatários residirem na Europa

Eles devem verificar essa opção manualamente.

Etapa 10: teste diferentes navegadores e provedores de e-mail.

Os gerenciadores de email não leem o código de email da mesma maneira – o que parece bom no Gmail no Chrome parecerá terrível no Outlook, por exemplo.

Então você precisa testar e-mails nos navegadores e provedores de email mais populares. 

Recomendamos que faça testes manualmente para garantir que suas newsletters estão do jeito que você quer.

Passo 11: Envie sua newsletter.

Agora é o momento da verdade! Tendo-se certificado de que todos os seus destinatários de email se inscreveram para receber suas newsletters, e seu email tem toda a marca e conformidade legal, é hora de clicar em enviar. 

Em seguida, aguarde a entrada dos dados.

Etapa 12: Analise e repita.

Alguns dias depois: os dados estarão aí. Como performou sua newsletter? O que você faz em seguida?

Verifique como foi o desempenho de sua newsletter relacionado com os objetivos e metas que você definiu na etapa de número 1.

Veja quais partes do seu email receberam o maior número de cliques e quais partes da newsletter mais contribuíram para atingir sua meta.

Depois de ter esses dados, você tem uma orientação para fazer modificações inteligentes para o próximo email de newsletter. 

Quer o seu próximo envio seja em um dia, uma semana, um mês ou um trimestre, você terá insights para tornar o próximo boletim informativo (newsletter) ainda melhor.

Agora que você já sabe como fazer uma newsletter, mostraremos alguns exemplos para facilitar a montagem de um newletter para seus negócios.

Exemplos de Newsletters

1. Yelp

O segredo para criar a melhor newsletter é garantir que seu conteúdo seja relevante para seu público-alvo

Você pode fazer isso segmentando suas listas de email para garantir que o conteúdo fornecido a cada inscrito seja atraente e relevante para os interesses deles. 

O Yelp oferece um ótimo exemplo de uma newsletter que faz exatamente isso.

newsletter exemplo 1

Esta newsletter fornece informações específicas para aqueles que vivem na área de Boston.

O objectivo final do Yelp é ajudar os usuários a encontrar os melhores locais para comer, visitar e fazer compras na sua área.

Isso é precisamente o que esta newsletter faz, pois fornece conteúdo e sugestões sobre coisas para fazer e ver na área de Boston.

Para adotar a abordagem do Yelp ao conteúdo da newsletter, você precisará considerar o que sabe sobre o seu público e o tipo de conteúdo que ele acha interessante

Por exemplo, se você achar que um grupo de seus assinantes tem interesses semelhantes, você pode separá-los em uma lista de emails própria e enviar um conteúdo que seja relevante para esses interesses específicos.

Não sabe muito sobre o seu público? Peça-lhes para se identificarem quando se inscreverem no seu newsletter. 

Você pode fornecer uma lista de tópicos que você pretende usar e pedir ao usuário para marcar os tópicos que gostaria de ver mais.

Isso ajudará você a garantir que seu conteúdo seja relevante e útil para seus inscritos.

2. Moz

O Moz Top Ten se diferencia de outros exemplos de newsletters, porque não usa apenas conteúdo escrito pela equipe da Moz. 

Em vez disso, o Moz Top Ten compila uma lista de artigos incríveis de toda a web que seu público achará interessante e útil.

Eles escolhem essa lista com cuidado para garantir que o conteúdo seja útil e bem escrito, oferecendo uma variedade de tópicos diferentes que mantêm os usuários lendo todos os meses.

newsletter exemplo 2Este é um ótimo exemplo de como você pode utilizar o conteúdo de outras organizações para continuar a agregar valor ao seu público.

Isso mostra aos leitores que a empresa se preocupa com seus clientes e que vai além de apenas poder promover seu próprio conteúdo.

O formato da lista também é eficaz para este Email-newsletter, pois define os desejos dos leitores e divide o conteúdo em um formato que possa ser analisado.

3. SXSW

Se você não está familiarizado com SXSW, é um evento de música, de filme e de conferências interativa que acontece em Austin-TX todos os anos. 

Este evento usa a newsletter para impulsionar o cadastro e a participação de pessoas, enquanto aumenta o interesse dos futuros participantes pelo evento.newsletter exemplo 3

Assim como os apresentadores e artistas do evento, as newsletters da SXSW trabalham para envolver os assinantes visualmente para criar entusiasmo pelo evento.

Aqui é apenas um exemplo de seus emails de newsletter.

Observe que há muito pouco conteúdo escrito neste email. 

Em vez de bombardear o leitor com os detalhes da conferência, o SXSW pretende atrair o assinante visualmente e levá-lo  ao site para se registrar.

Os botões de call-to-action são fáceis de ver com um fundo amarelo e texto preto.O texto é claro e simples, incentivando os leitores a se cadastrarem para o evento. 

O email também usa um prazo iminente para o registro com desconto como um motivador para os leitores agirem o mais rápido possível.

Além das CTAs para se cadastrar, o e-mail também fornece alguns avisos para o assinante descobrir mais sobre as atividades de filmes e de músicas que serão realizados na conferência. 

Isso oferece um pequeno teaser para manter os assinantes interessados ​​e motivá-los a agir.

Conclusão – Por que Devo Criar uma Newsletter?

No marketing digital, o que não faltam são canais de divulgação e contato com os clientes.

Então, em vez da newsletter, não seria mais fácil explorar o marketing nas redes sociais?

De certo modo, é sim.

Mas não se esqueça de considerar o poder de uma newsletter para capturar leads.

Através dela você consegue uma lista de e-mails realmente boa, qualificada, com real interesse naquilo que oferece.

Basicamente, para se cadastrar em uma newsletter, o usuário precisa preencher um formulário com seu nome e endereço de e-mail.

Perceba que estamos falando claramente de uma isca digital.

A partir daí, você consegue aumentar a sua lista de contatos e montar uma base de leads e possíveis clientes mais qualificados.

Afinal, se eles assinaram a newsletter, é porque realmente estão interessados naquilo que sua marca tem a oferecer.

Outro ponto importante é que as pessoas não trocam sempre de email.

Geralmente, elas ficam com o mesmo endereço por muitos anos.

Logo, você terá uma forma mais assertiva de se comunicar com os contatos da sua lista.

As pessoas que estão nela não vão desaparecer da noite para o dia.

Então, é a sua chance de aproveitar para informar periodicamente sobre as principais novidades do seu negócio.

Quer um Ebook GRATUITO com as 152 melhores estratégias de Marketing Digital de 2020?

Considere ler os nossos seguintes artigos: